• Próxima Fase

5 FILMES COM TEMÁTICA LGBTQIA+

Por Henrique Machado


“Toda forma de amar é válida”. É com essa frase que eu desejo começar o texto de hoje. Estamos entrando na semana do Orgulho LGBTQIA+ de 2020 e nada melhor valorizar algumas produções que trazem a tão sonhada representatividade para as grandes telas. No entanto, antes de começarmos, é importante lembrar que esses são alguns dos meus favoritos, mas há muitas outras produções, mainstream ou não, que carregam temas tão relevantes quanto. Dito isso, vamos à minha primeira indicação:

1. Hoje eu quero voltar sozinho (2014)

Filme Hoje Eu Quero Voltar Sozinho com temática LGBTQIA+

O primeiro de nossa lista compõe uma das riquezas do cinema nacional e não poderia ser diferente. “Hoje eu quero voltar sozinho” nos traz uma diferente perspectiva do curta “Eu não quero voltar sozinho”, lançado em 2010, e nos apresenta a 96 minutos de pura sensibilidade. Mais do que um filme com representatividade homoafetiva, vemos a humanização de um protagonista que, ao mesmo tempo em que enfrenta as dificuldades relacionadas à deficiência visual que possui, também lida com os dilemas da adolescência, demonstrando um personagem multifacetado. É uma experiência que todos deveriam ter, sem dúvidas!

2. De repente, Califórnia (2007)

Filme De repente, Califórnia com temática LGBTQIA+

Se em “Hoje eu quero voltar sozinho” o protagonista lidava com os dilemas da adolescência, aqui vemos um protagonista que sofre com os males da vida adulta. Neste filme, ao mesmo tempo que presenciamos o desenrolar de um romance, também somos capazes de notar o crescimento das personagens ao longo de sua duração. De forma sutil, mas sem perder a sensibilidade que lhe é necessária, vemos questões como o preconceito, a falta de perspectiva e as dificuldades de se cuidar de uma família. Devo dizer que esse filme foi um achado em minha vida e que definitivamente está no meu hall de favoritos.

3. Holding the Man (2015)

De todas as memórias que possuo desse filme, a mais forte é definitivamente da imensa vontade de chorar e das lágrimas que desciam por meu rosto quando os últimos minutos se aproximavam. “Holding the Man”, filme baseado em um livro autobiográfico de mesmo nome, é uma obra prima voltada para todos. Nele, temáticas como o preconceito, as dificuldades de um relacionamento e a AIDS são presentes e tratadas de forma respeitosa e sem os típicos estereótipos aos quais somos apresentados quando confrontamos temas tão sensíveis. Embora tenha deixado um gosto amargo em minha boca, a construção é feita de maneira tão bela que não coloca-lo nesta lista seria um crime contra meus próprios sentimentos.

4. Orações para Bobby (2009)

Filme Orações para Bobby com temática LGBTQIA+

Assim como “Holding the Man”, vemos em “Orações para Bobby” uma história real, que embora nos aperte o coração, acaba por trazer uma lição necessária para todos nós: os perigos da intolerância e a importância do apoio familiar. Bobby, como era conhecido, infelizmente deixou esse mundo em condições dolorosas, sofrendo pela intolerância religiosa e o preconceito de sua mãe. A história desse filme nos mostra como a sua mãe, Mary, lida com o suicídio de seu filho, enquanto reavalia seus conceitos e atitudes em uma jornada de amor, sensibilidade e luto. “Orações para Bobby” não é somente um filme emocionante, mas necessário em tempos onde a intolerância contra o “diferente” parece ressurgir. É sobre ter orgulho de si e orgulho das pessoas que amamos, sobre compreender e aceitar o diferente. É sobre amar.

5. Delicada Atração (1996)

Filme Delicada Atração com temática LGBTQIA+

Um dos primeiros filmes de romance homoafetivo ao qual tive contato e até hoje se mantém na minha lista de favoritos. Num cenário que poderia levar a relações muito mais dolorosas, ver o encontro de dois jovens que descobrem um no outro a positividade necessária para encarar desafios definitivamente deixou uma marca em minha vida. Aqui vemos uma história de dois indivíduos que se juntaram a partir de suas dores, ao mesmo tempo que se aventuram as diferentes facetas do amor na juventude. Definitivamente vale a pena dar uma chance!


Estes são apenas alguns dos meus filmes favoritos. No entanto, a produção de mídias voltadas para a representatividade LGBTQIA+ é muito mais extensa e guarda em si verdadeiros tesouros. Há muitas histórias por aí para se descobrir, basta se permitir!

10 visualizações0 comentário